quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

...e Sérgio Peixoto vendeu uma historinha para Gilberto Firmino...



...Uma idéia que ele teve para uma história de cinco páginas, em que na época eu estava fascinado com uma possibilidade para incremento visual de histórias em quadrinhos, como é feita no japão: a bendita da RETÍCULA.


Como usar retícula como era feito nas HQs e trabalhos artísticos a traço Preto-&-Branco profissionalmente era inviável do ponto de vista de custo, aquelas películas auto-adesivas recortáveis eram bastante caras. Aí tive a brilhante (porém absurdamente trabalhosa) idéia de xerocar as retículas, e transportar os desenhos usando uma mesa de luz sobre o reticulado xerocado, e artefinalizar em cima...


Fodia os olhos, dava enjôo e confusão mental, mas, porra, considerando a época em que foi feito (1989 ou 1990, me parece) e o jeito como seria impresso, fico muuito legal! E ainda, de quebra, mascarava bem os erros de desenho!!!

Tão legal que o Gilberto Firmino publicou na revista Porrada! nº 4, um que tem uma mulher olhando seu próprio reflexo na capa, desenhada pelo Milo Manara (cadê meu exemplar?)

9 comentários :

  1. ficou bem legal.

    o Emir Ribeiro criou essa técnica:
    G - Esse "R" sabe o que é (aponta o "R" no desenho do Raio Negro, reproduzido aqui)? Retícula. Sabe como se coloca retícula?
    R - Não sei.

    G - Eu aprendi com o Emir Ribeiro. A gente recorta aqui, mas em branco e cola atrás o papel pontilhado. Porque para você comprar aquela retícula de filme, em libras, é muito caro, não dá para comprar. Então, se compra uma folha e faz xeróx dela, e usa a xérox atrás. Recorta o papel, tira fora, e põe.
    R - Com certeza, Isso é uma dica que o pessoal precisava saber. Tão Simples, e o pessoal não sabe! E esse método alternativo foi criado pelo Emir Ribeiro.
    http://br.geocities.com/quadrinhos_brasileiros/entrevista2.htm
    Retículas no Photoshop
    http://br.geocities.com/eva_unidade_05/reticula/reticula01.html

    ResponderExcluir
  2. Faltou completar a informação sobre o Simulação: foram usadas simultaneamente xerox reticulado como fundo vazado em estilete, quanto figuradas desenhadas sobre o xerox reticulado recortadas e coladas sobre a arte final.

    ResponderExcluir
  3. Fala, Aoki! Meu primeiro comentário no seu blog! Hehe. É mais uma desculpa pra eu me mostrar aqui do que falar do post em si, mas enfim...

    Quando eu ainda fazia aula de mangá minha professora vivia reclamando da "época onde colar retícula era um porre", porque hoje dá pra fazer digitalmente, hehe.

    Não tenho nenhuma experiência com desenho, fiz poucas aulas do curso, é melhor eu ficar na escrita, mesmo, hehe.

    ResponderExcluir
  4. Bem vindo, Yokuo, a este espaço de entretenimento...

    Sobre a sua pouca experiência... Ah pára com isso!!!
    Monta um espaço de brincadeira, de terapia mental como o meu aqui! Playground pessoal. Se os outros meninos começarem a avacalhar demais a brincadeira, você ameaça/fecha o espaço e leva a bola embora!

    Faça o seu negócio e deixe que os outros julguem se é melhor você "ficar na escrita mesmo"... se autopodar quando ainda está começando acho um péssimo negócio, e normalmente mostra-se, no futuro, um tiro no próprio pé!!!

    ResponderExcluir
  5. Não, não, você entendeu mal, hehe. Eu realmente não tenho muito jeito pra desenho, não tenho muita paciência pra desenhar, sabe? ....Que pergunta idiota, é claro que não sabe, você desenha! Hehe.

    Eu já estou acostumado a escrever, mesmo. No máximo eu esboço roteiros de quadrinhos. Felizmente eu não desenho bonecos-palito, haha, o que já deve ajudar o artista na hora de entender a movimentação, mas mesmo assim todos os personagens parecem ETs brancos com cabeça de balão. Aí eu tenho que colocar uma setinha pra indicar quem é quem, hahaha.

    Ah, grande coisa, o roteirista de Death Note faz esboços horríveis, tão ruins quanto os meus. Já viu? E nem por isso deixou de ser uma série ótima e de sucesso, hehe.

    ResponderExcluir
  6. Piróclito de Falos30 de janeiro de 2009 05:39

    Permita-me dizer que foi uma idéia absurdamente idiota.
    Seria mais prático e até barato, levando-se em conta o tempo, revelar uma tela de serigrafia e serigrafar em cima do desenho, como se faz nas camisetas.

    ResponderExcluir
  7. Bem vindo à nossa convivência, Piróclito!

    ...Duas telas, uma para pontos, outra para linhas.
    ...Brincadeira com intensidades mais escuras, passa uma tela sobre a textura da outra.
    ...Restrição a originais ampliados. E combinação com a técnica do xerox e recorte da figura arte-finalizada para colar sobre os originais, uma técnica não exclui a outra.

    Agora que você me deu a dica, vou procurar aquele meu amigo viajante espaço-temporal e ver se ele me dá uma carona até o ano de 1992...

    ResponderExcluir
  8. bicho, tô procurando q nem louca saber se ainda existe a tal retícula, vc sabe me dizer???

    ResponderExcluir
  9. Hmmm... não tenho a menor idéia! Atualmente parece que todo mundo migrou para as fotomontagens digitais, photoshop e similares.

    Eu emulo textura de letraset usando as ferramentas do próprio photoshop, convertendo tons de cinza e degradês em imagens bitmap com recurso de "screening/tela de impressão", onde eu regulo o tipo, ponto redondo, ponto elipse, diamante ou linha, densidade para aumentar a suavidade ou o engrossamento do efeito, e depois reaplico usando os esquemas de camadas sobre os desenhos pb.

    ResponderExcluir

Elogio ou crítica? nunca censuro nada, mas... não ABUSE! hehehe