terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Musas, músicas e (ins)pirações - prólogo

Todas as manhãs do mundo


(Sérgio Molina e Líliam Jacoto - cantada por Míriam Maria - 1991 - Banda Canastra)
Imprecisões possíveis, foi digitado de memória




Teste de desenho para ilustrar livro infantil, conto da Bela Adormecida: a chegada da fada esquecida, não-convidada ao banquete, surpreende as demais fadas.

Fio da navalha nas cordas tensas
Recurva o arco minha solidão
Tua mortalha, minha querência
Resvala o orvalho desta vida em dor
Se me faz sofrer
Se me faz chorar
Por só poder tocando te tocar
De que morre o rei
De vale a lei
Já não sou daqui
As cordas me detém no vício das manhãs
Quero outra manhã que se faça noite em mim

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Elogio ou crítica? nunca censuro nada, mas... não ABUSE! hehehe